BODYBOARD

Bom bodyboard na Zambujeira do Mar

Já começou o circuito de 2016

2016-04-11
A prova foi organizada pelo Núcleo de Bodyboard Zambujeira do Mar e contou com a presença de três dezenas de praticantes de bodyboard

Uma manobra espectacular valeu a André Gonçalinho a vitória na primeira etapa, apesar da instabilidade do estado do mar André Gonçalinho (Zambujeira do Mar) e Francisco Lopes (Zambujeira do Mar) foram os vencedores da primeira etapa do “Circuito de Bodyboard 2016 - Restaurante O Sacas”, realizada a 26 de Março último, nas categorias de Open e sub-18 respectivamente. A prova foi organizada pelo Núcleo de Bodyboard Zambujeira do Mar e contou com a presença de três dezenas de praticantes de bodyboard.

 

A organização arriscou realizar a prova, sabendo que ao final da tarde as condições poderiam piorar bastante. As condições variaram entre o bastante aceitável (manhã) e o quase impossível (tarde), o que ditou que fossem adiadas as categorias sub14 e masters para a próxima etapa. 

Na categoria Open houve vários momentos de bom bodyboard com boas manobras aéreas e alguns tubos, que animaram o público na praia. Durante a maré mais vazia, e com o swell a crescer, houve alturas de muita espuma, corrente e close-outs. Esta fase ditou alguns afastamentos improváveis e também a parte mais monótona do dia de competição.

 

A final sub-18 meteu à prova os bodyboarders mais novos, mas com as piores condições do dia, o que lhes afectou o desempenho. Na parte final das meias de final open, com a maré um pouco mais cheia melhorou a formação das ondas e fez com que a final contasse com boas ondas e sem dúvida a manobra do dia, um “invert muito power” de André Gonçalinho, que ditou a sua vitória na categoria Open. 

 

Na categoria Open, ficaram ainda classificados: Luis Pinheiro (Costa da Caparica), em segundo, seguindo-se Jeffrey D’Água (Aljezur) e João Silva (Odeceixe). Já nos sub-18,  Maksim Mihaylov (Zambujeira do Mar) ficou em segundo, em terceiro Paulo Marques (Aljezur) e em quarto Konstantin Madzharov (Zambujeira do Mar). 

 

Ricardo Vilhena (não usa AO)