FESTIVAIS

MEO Sudoeste

20 anos mais tarde

2016-07-18
Sudoeste sopra 20 velas com artistas de renome mundial

Está a chegar a vigésima edição do Sudoeste, um dos mais icónicos festivais portugueses. Na Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar, desde a primeira edição em 1997, o MEO Sudoeste é “desde há muito destino de férias preferido para quem gosta de música num ambiente fantástico de Verão, sol, muito convívio e partilha com os amigos”, anuncia a organização do evento. As datas já estão marcadas: 3 a 7 de Agosto.

 

O duo Club Banditz é um dos destaques do primeiro dia de festival. Nos últimos anos, pelo mundo fora e nas melhores pistas de dança, já partilharam cabines com nomes como Steve Angello, Dimitri Vegas & Like Mike, entre outros. DVBBS e Yellow Claw também marcam presença.

 

No dia 4 o festival aquece com a música electrónica de Martin Garrix, um jovem de 19 anos que atingiu a fama mundial com o tema “Animals” fez em co-produção com Jay Hardway os hits “Error 404” e “Wizard”. 

 

No mesmo dia, sobe a palco Wiz Khalifa, mestre do hip hop, nomeado para um Grammy, no ano passado, para o prémio Melhor Canção Rap com o tema “We Dem Boyz” e cujo tema “See you Again”, a música mais tocada de sempre de 2015, soma mais de 1,8 mil milhões de visualizações no YouTube. É a estreia absoluta do artista em palcos portugueses. Virgul e Josef Salvat também estarão no palco MEO neste dia.

 

O reggae estará em alta no festival, dia 5 de Agosto, com a actuação do filho de Bob Marley, Damian “Jr. Gong” Marley. O seu trajecto tem sido mais à custa do seu talento do que do apelido. É criador de obras que fundem o dancehall com o hip hop com os mais finos acordes do reggae. Venceu, em 2002, o Grammy para Best Reggae Album. Bomba maior veio quatro anos depois: “Welcome To Jamrock”. Com o disco – e tema título considerado na altura pela Rolling Stone com uma das 100 melhores canções reggae da década -, chegaram mais dois Grammys (Best Reggae Album and Best Urban/Alternative Performance). Seu Jorge, Kura e C4 Pedro são os outros artistas a ver e ouvir com atenção.

 

A australiana Sia é uma das estrelas do desfile galáctico do dia 6 de Agosto. Trata-se de uma fazedora de sucessos, temas que se transformam imediatamente em hits irresistíveis. Uma das mais solicitadas criadoras de êxitos do momento, já compôs para uma impressionante lista de nomes como Beyoncé, Katy Perry, Christina Aguilera, Rihanna, Shakira, Kylie Minogue, Jennifer Lopez, Jessie J, Ne-Yo, Celine Dion, Kelly Clarkson, Jamie Foxx ou Britney Spears, entre tantos outros, colaborando com David Guetta tendo dado voz nos primeiros trabalhos dos Zero 7.

 

 

No mesmo dia e depois do êxito retumbante da sua passagem pelo MEO Sudoeste em 2015, Steve Aoki regressa à Herdade da Casa Branca. De origens japonesas, génio das remisturas, produtor, dono da editora Dim Mak Records, faz das pistas de dança a sua casa, criando atmosferas intimistas e celebratórias.

 

Ainda no dia 6 será possível ouvir James Morrison e o português Diogo Piçarra. 

 

Steve Angello está confirmado para dia 7 de Agosto. Um dos mais reconhecidos nomes da música electrónica da última década. Com os parceiros Sebastian Ingrosso e Axwell criou o fenómeno Swedish House Mafia, e com eles atingiu um êxito retumbante chegando a ser nomeado para vários Grammys. Cally Y El Dandee, Sunnery James e Ryan Marciano, Nervo e Jimmy P são outros dos nomes que merecem destaque.

 

O palco Santa Casa promete finais de tarde com música portuguesa. Assim teremos Átoa e Leonor Andrade no dia 4, Mishlawi e Deau no dia 5, João Pedro Pais e NBC no dia 6 e April e Neev no dia 7.

 

A corrida aos passes já começou. Um bilhete diário custa 48 euros e um passe para os cinco dias com campismo (o camping começa a 30 de Julho) custa 95 euros. Uma das novidades, este ano, é um acordo com a CP que permite aos festivaleiros comprar um passe para o festival que inclui as viagens de comboio de ida e volta e o autocarro entre a estação de Santa Clara - Sabóia e o recinto do festival. Para além de portugueses, a organização espera acolher festivaleiros oriundos de Espanha, França, Inglaterra e Alemanha.

 

Para além do campismo com tenda própria, a organização do evento sugere outras soluções de alojamento como alugar uma tenda já equipada ou o camping no Zmar Eco Campo em alvéolo entre 3 e 8 de Agosto. RV