MÚSICA

Sérgio Godinho e Teresa Salgueiro na celebração do poder local

Odemira festeja 40 anos de democracia autárquica

2016-12-11
O cantor traz “Liberdade” e a cantora completa com “O Horizonte” em dois concertos no Cineteatro Camacho Costa

No dia 12 de Dezembro comemora-se os 40 anos de Poder Local  Democrático em Portugal, uma das principais conquistas da Revolução de Abril de 1974 e Odemira não fica de fora da festa. O programa tem uma forte componente musical, com a realização de três espectáculos pela Orquestra do Litoral Alentejano (dia 10 Dezembro), de Teresa Salgueiro (11 de Dezembro) e Sérgio Godinho (12 Dezembro), no Cineteatro Camacho Costa, pelas 21h30 e com entrada livre.

 

Sérgio Godinho vem apresentar o concerto “Liberdade”. Por entre releituras e reproduções, o cantor aborda a quase totalidade da sua vasta discografia tendo como ponto de partida a liberdade em sentido lato ou, se quisermos, as diversas liberdades, em sentido particular, mas há ainda espaço para a novidade, para os inéditos. “São canções que trazem muitas emoções, é sempre memorável”, garante ao MERCÚRIO numa breve conversa telefónica.

 

“Este concerto em Odemira para comemorar esta efeméride é uma oportunidade muito feliz, estou muito contente por me associar a esta celebração”, confidencia. O cantor lembra-se bem da primeira vez que votou em Portugal: “Foi uma grande alegria, depois de nove anos no exílio, poder votar, os meus pais sempre me deram uma educação baseada na democracia”. Para o cantor, o poder local ainda tem um caminho para fazer, mas considera que “foi uma conquista, valeu a pena lutar e é um bastião em muitos aspectos da vida das pessoas”.

 

Para Teresa Salgueiro é a estreia portuguesa das músicas do seu novo álbum, O Horizonte, o segundo a solo da artista, lançado no dia 30 de Setembro. “É um olhar sob essa linha longínqua que nos impele a empreender o caminho, ao encontro dos nossos sonhos, expresso aqui na crença importância da criação de um repertório inteiramente original”, descreve a artista. A apresentação do novo trabalho descreve Teresa Salgueiro com uma maturidade na voz, “cristalina, poética, sensível, real e profunda”.

 

A digressão de apresentação dos novos temas começou a 22 de Outubro, em Tawain, seguiu para Macedónia, dia 5 de Novembro e terá agora como Odemira como terceira paragem antes de terminar na Suíça, em 11 de Março do próximo ano.

 

A autarquia local promove uma Cerimónia Evocativa, dia 11 de Dezembro, no Cineteatro Camacho Costa, com vista a homenagear o trabalho e a dedicação de todos que ao longo de 40 anos deram o seu melhor ao serviço das freguesias e município e dos seus órgãos autárquicos. Foram homenageados os 155 cidadãos do concelho eleitos em 1976 para a Câmara e Assembleia Municipal e para as 11 Assembleias e Juntas de Freguesia, bem como um conjunto de 12 personalidades, indicadas pelas forças partidárias representadas no concelho, que se notabilizaram na vida autárquica, em defesa do bem-estar das populações.

 

No mesmo dia decorrerá, na Biblioteca Municipal José Saramago, a apresentação do Livro “Odemira - Comissões de Moradores na Revolução de Abril”, da autoria dos historiadores António Martins Quaresma e Constantino Piçarra, com participação dos poetas populares Florêncio Maria e Manuel da Graça.

 

No dia 12 de Dezembro, serão realizadas nas Juntas de Freguesia e Escolas do Concelho várias actividades alusivas à Comemoração dos 40 anos de Poder Local Democrático. Pelas 17h30, decorrerá a Cerimónia de Assinatura de Protocolos com as Juntas de Freguesia e instituições sociais do concelho e a Cerimónia de Apresentação das Propostas Vencedoras do Orçamento Participativo, na Biblioteca Municipal José Saramago.

 

Ricardo Vilhena (não usa AO)