E SE ALGUÉM SOUBESSE A RESPOSTA?

Os Mitos acerca da Adolescência


Por:Maria Monteiro

fotografia: Anthony Ginsbrook - Unsplash
2017-11-05
A adolescência é um período incrível

É comum ouvirmos frases acerca da adolescência que se vão repetindo ao longo da vida e que muitas delas são mitos. São ideias erradas acerca da adolescência. Hoje temos acesso a vários estudos científicos sobre a adolescência que fornecem informações claras e objetivas sobre as transformações que ocorrem nessa fase da vida, que ocorre aproximadamente entre os 12 e os 24 anos. Estes estudos recentes ajudam a que todos compreendamos que as modificações que ocorrem no cérebro do adolescente são geneticamente programadas e que são elas que vão permitir a passagem para a fase adulta. A forma de vivenciá-las depende, por um lado da forma como acolhemos e damos valor aos adolescentes e por outro dos recursos que eles têm disponíveis para lidar com os desafios. Daniel Siegel fala desses mitos que se foram mantendo ao longo do tempo e explica, tim tim por tim tim o que está a acontecer no cérebro dos adolescentes e que consequências advêm dessas alterações cerebrais. Alerta pais e professores que ao conhecerem o funcionamento e as alterações do cérebro do adolescente os relacionamentos com os adolescentes serão mais positivos e enriquecedores! Difícil de acreditar? Então deixemos o acreditar e passemos ao conhecimento! link

 

Mito 1: a adolescência é sempre um período terrível, de grande sofrimento e conflito.

 

É um período de grandes transformações e pressão. A adolescência é um período incrível, onde há um brilho emocional inquestionável, um investimento indispensável nos relacionamentos interpessoais e é uma fase de crescimento necessária em que se fazem aprendizagens sobre o “EU”. É uma fase de grande transformação do cérebro e é preciso aprender sobre essas modificações para compreender a adolescência e lidar com eles e com essas transformações de forma adequada às suas necessidades. link

 

Mito 2: A adolescência é uma fase em que as hormonas estão em “fúria” e é essa libertação hormonal que provoca o humor instável e os conflitos.

 

As hormonas mudam porque a puberdade dá inicio à adolescência. Com o desenvolvimento sexual há um novo conjunto de hormonas que surgem. A forma como pensam, sentem e se comportam não é devida às hormonas. São as mudanças no funcionamento do cérebro que caracterizam o pensamento, as emoções e o comportamento dos adolescentes. As principais mudanças dão-se ao nível do tronco cerebral e do sistema límbico. A emotividade não está relacionada com as hormonas furiosas. Há realmente um aumento da expressão das emoções e esta emotividade vai ser fundamental na preparação do adolescente para a saída de casa, do ninho, tão quentinho!

 

Mito 3: A adolescência é um período de grande imaturidade.

 

Está errado e é uma forma de pensamento pouco construtiva e quando é dita desta forma aos adolescentes torna-se uma boa forma de eles satisfazerem as nossas expectativas! Eles vão mostrar-se imaturos quando lhes der jeito!

 

A adolescência é um período de mudança necessário para o indivíduo e para toda a espécie humana. É um período de grande coragem e criatividade. É um período em que os adolescentes põem em causa as leis que vigoram, as regras de casa e da escola, desafiam a sua mente e a dos outros a pensar no mundo de forma diferente e muito criativa. Estes confrontos e divergências fazem parte do processo. São saudáveis! 

 

Mito 4: Na adolescência os adultos são totalmente excluídos da vida dos adolescentes.

 

Faz parte do processo de mudança da adolescência o afastamento dos pais e dos adultos e a aproximação, valorização e integração no grupo dos amigos (pares). No entanto continuam a precisar de orientação, regras e limites mas reajustados a um novo tipo de relação e necessidades. É a forma como os adultos e pais lidam com os adolescentes que deve ser menos ambivalente, irregular. Ora são venerados e invejados ora são odiados e atacados.

 

Mito 5: os adolescentes são preguiçosos.

 

A adolescência é a fase da vida mais saudável e de grande forma física. Em crianças absorviam tudo, agora escolhem! As mudanças estruturais que estão a ocorrer no sistema límbico estão muito ligadas à motivação. Contudo o que mais motiva os adolescentes é a novidade. Há uma grande motivação e curiosidade pela novidade e uma exploração criativa do mundo. Mais uma vez estas transformações vão permitir ao adolescente estar pronto para enfrentar novos desafios e perceber quais os perigos e desafios da vida fora da família. Vão ter capacidade para lidar com a incerteza, com o desconforto e situações pouco seguras. A desvantagem é que é nesta fase que correm mais riscos! link

 

“Por último, que lhes demos valor. Os adolescentes não são propriamente um entrave à posição dos adultos ou de tudo que lhes possamos associar, como a ordem, a segurança ou a escola. São, se bem integrados, uma das principais forças propulsoras da família e da sociedade, pois o seu poder de dúvida, confronto, hesitação, humor, a sua sede de conhecimento e, acima de tudo, a sua força de viver, assim o determinam.” Pedro Strecht, Vontade de Ser, 2005.

 

por Maria Monteiro