TOMADA DE POSSE

Cabeça-de-lista do PSD desiste da Assembleia Municipal

Romeu Mateus renuncia ao mandato

2017-11-05
Deveria ocupar o oitavo mandato. Para ocupar a vaga, foi chamado o número três da lista pelo PSD, Arménio Simão

A cerimónia de instalação dos Órgãos Autárquicos do Município de Odemira, Câmara Municipal e Assembleia Municipal, para o quadriénio 2017/2021, decorreu no dia 18 de Outubro, no Salão Polivalente da Escola Básica do 1º Ciclo de Odemira. A escola foi alvo de obras no valor de 250 mil euros.

 

José Alberto Guerreiro tomou posse para o seu terceiro e último mandato pelo PS. O novo executivo tem como vereadores Ricardo Cardoso, Deolinda Seno Luís, Telma Guerreiro e Pedro Ramos (PS), Sara Ramos e Ricardo Cesário (CDU) (ver página ao lado). Para a Assembleia Municipal, o PS elegeu 12 deputados, a CDU elegeu 6, o PSD elegeu 2 e o BE elegeu um deputado. Nas Assembleias de Freguesia o PS conquistou nove freguesias e a CDU quatro.

 

Após cerimónia de tomada de posse, decorreu a primeira reunião de funcionamento da Assembleia Municipal, tendo sido eleitos, por maioria, através de escrutínio secreto, os membros da Mesa da Assembleia, constituída por Ana Aleixo (Presidente), Maria Manuela Moreira (1º secretário) e Amâncio Piedade (2º secretário). Os três foram eleitos pelo PS. Um a um, os eleitos foram chamados a prestar juramento. A julgar pelo juramento, o voto exprime a confiança do eleitor nos eleitos: “Eu, abaixo-assinado, afirmo solenemente, pela minha honra, que cumprirei com lealdade as funções que me são confiadas”. Depois, cada eleito assina a acta.

 

No chamamento para a Assembleia Municipal, apenas dois incidentes. João Quaresma (CDU) faltou com justificação e tomará posse mais tarde. 

 

Já Romeu Mateus, cabeça-de-lista pelo PSD, renunciou ao mandato na véspera do dia da instalação. Deveria ocupar o oitavo mandato. Para ocupar a vaga, foi chamado o número três da lista pelo PSD, Arménio Simão.

 

por Ricardo Vilhena (não usa AO)