RIO MIRA

Polícia Marítima apreende tela para meixão no rio Mira

Fiscalização

2018-01-31
Enguias juvenis estavam vivas e foram devolvidas à água, já os infractores fugiram e não foram apanhados

O Comando-local da Polícia Marítima de Sines realizou durante a noite e a madrugada do dia 19 de Janeiro uma operação de fiscalização com o intuito de detectar operações de pesca ilegal de meixão (enguia juvenil) no rio Mira, tendo apreendido uma embarcação e um rede de meixão (tela) com cerca de 100 metros, informa a Autoridade Marítima em comunicado.

 

Nesta operação, a Polícia Marítima detectou uma embarcação que se encontrava a operar na zona próxima do Casal D. Soeiro, tendo os indivíduos que se encontravam a bordo abandonado a mesma, colocando-se em fuga ao aperceberem-se da aproximação da embarcação da Polícia Marítima. Apesar das diligências efectuadas no local não foi possível abordar os infractores.

 

Nesta sequência a embarcação em causa foi apreendida, assim como uma rede de meixão (tela) com cerca de 100 metros, que foi detectada no local após rocega do fundo, e ainda outros acessórios que serviram de apoio à prática da actividade.

 

O meixão capturado, bem como outras espécies imaturas, foi devolvido ao seu habitat natural por ainda se encontrar vivo.

 

“Da infracção foi elaborado o respetivo auto de notícia que dará origem ao correspondente processo de contraordenação. O material apreendido foi transportado e armazenado nas instalações do Comando Local da Polícia Marítima de Sines”, informa a Autoridade Marítima.

 

Nesta acção foram empenhados cinco elementos da Polícia Marítima e utilizada uma viatura todo-o-terreno e uma embarcação semi-rígida da Polícia Marítima.

 

Ricardo Vilhena (não usa AO)