Observações de um estrangeiro

Casas de banho

Em Portugal

2018-02-28
Limpas e gratuitas

Ainda os conheci em Berlim, nos meus dias de estudante universitário. Nos antigos prédios de habitação os sanitários não existiam dentro dos apartamentos mas apenas nas escadarias, entre os pisos. Eram sanitários comuns. Quem tinha que fazer xixi durante a noite, punha o roupão e chinelos e subia (ou descia) meio piso, fazia o que tinha que fazer e voltava aliviado para o seu apartamento.

 

Nas aldeias do Alentejo, as velhas casa de taipa muitas vezes também não têm casa de banho nem sanita. Para isso existem casas de banho públicas. E tanto quanto sei estão bastante limpas. Em França não é assim. Lá, até as igrejas têm que se defender contra pessoas que urinam em qualquer sítio. Ou será por outra razão que nas muralhas das igrejas se vê muitas vezes a placa: “Defense d´uriner“?

 

Na Alemanha, a utilização dum sanitário público custa muitas vezes 50 cêntimos ou até 1 euro. E o que se faz quando se sente uma necessidade mas não se tem trocos? Oh, Portugal feliz! Conheces a urgência e não tentas tirar proveito do bolso dum homem aflito.

 

por Peter Schreiber