ENERGIA

Empresa ambiental aplica estudo em painéis solares

Espalhados pelo Baixo Alentejo

Andreas Gucklhorn - Unsplash
2018-02-28
No passado dia 26 de Fevereiro, a empresa PROCESL-QUADRANTE foi responsável pela elaboração de estudos de incidências ambientais de quatro centrais solares no Baixo Alentejo.

As centrais, localizadas em Barrancos, Castro Verde e Vila Nova de Milfontes, irão produzir electricidade com recurso a energia solar. As quatro centrais, em conjunto, representam o aumento em cerca de 36 MW de potência instalada, com a implantação de cerca de 126 700 painéis fotovoltaicos e uma área com cerca de 20 hectares, estimando-se que a produção anual ascenda a 65 GWh.

 

Os estudos para além da avaliação ambiental das centrais, incluíram também uma avaliação das respectivas ligações à rede pública de média tensão, incluindo alternativas, com extensões entre 1km e 12km.

 

A PROCESL-QUADRANTE analisou e caracterizou também a área afectada pela construção das infra-estruturas ao nível do clima, hidrologia e qualidade da água, biodiversidade, enquadramento socioeconómico, qualidade do ar, ambiente sonoro, património arquitectónico, ocupação do solo e ordenamento do território e paisagem.

 

Foram ainda apresentadas propostas e medidas de mitigação, compensação e implementação de programas de monitorização, após a identificação e avaliação dos impactos ambientais e sociais. 

 

Para a responsável da área do ambiente do grupo Quadrante, de qual faz parte a empresa, Ana Ferraz refere “para o nosso Grupo é muito importante contribuir de forma directa para o reforço da capacidade de produção de energia de origem renovável no nosso país, em projectos que desempenham um papel preponderante para a descarbonização da economia e cumprimento das metas a que nos propusemos, rumo a um futuro mais sustentável!”.

 

Dário Loução (não usa AO)