HUMOR

Joaquim & Liberdade

No recreio

2018-03-28
A CERTA - CERTEIRO

A CERTA

- Ó Joaquim, em que dia é que é o dia internacional do teatro?

- É dia 27 de março.

- Mas, se é dia 27, porque é que em Odemira se celebrou a 23?

- Estão a ver se acertam na data, Liberdade.

- Como assim?

- Estas coisas demoram o seu tempo. Então, o ano passado foi aquela “Bagunçada à Portuguesa”, no dia 11, também dia de tentativa, mas em 1975. Este ano, a 23, foi o “Ó Fado”. Estão quase, quase lá.

- Mas isso são Revistas e Cantorias, homem.

- Pois, também aí a vereadora é incansável! Anda sempre à procura do melhor teatro.

- Por este andar, no próximo ano, ainda acerta em cheio. Quer na data, quer no programa.

 

 

CERTEIRO

- Liberdade, ao fim de mais de dois anos parece que chegaram a um acordo para disfarçar as estufas e os túneis aí da agricultura, que aquilo incomoda as vistas dos turistas.

- Não me digas, Joaquim. E qual é a ideia?

- A ideia é plantar umas árvores e fazer umas cortinas e as estufas ficarem por detrás disso. Assim já não se veem.

- Finalmente! Mas, tenho cá para mim, que a Rota Vicentina deveria fazer um programa, tipo 2020, para pintarem aquilo com montes alentejanos com velhotes sentados cá fora a apanhar sol ou com campos a serem lavrados por charruas puxadas por burros ou uns rebanhos de cabras com pastor e tudo, Joaquim.

- Isso seria bonito de se ver, mulher.

- É. Seria um concurso dirigido apenas a artistas plásticos, claro.