EDUCAÇÃO

Escola Profissional de Odemira - EPO

O testemunho de uma antiga aluna de mérito

2018-04-24
O MERCÚRIO foi à procura de ex-alunos da EPO para testemunharem a sua experiência na escola e darem a conhecer o seu presente, como é o caso de Soraia Campos, aluna de mérito no ano de 2015

Soraia Campos, natural de Vila Nova de Milfontes, foi aluna do Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis no triénio de 2012/2015, na Escola Profissional de Odemira. Encontra-se, de momento, a frequentar um CTeSP (Curso Técnico e Superior Profissional) de Desenvolvimento WEB, no ISEC – Instituto Superior de Engenharia de Coimbra.

 

A ex-aluna da Escola Profissional de Odemira recorda que fez esta escolha, pois queria terminar o 12º ano numa área de que gostasse. Primeiramente frequentou o Curso Científico-Humanístico de Ciências e Tecnologias no Colégio Nossa Senhora da Graça, em Vila Nova de Milfontes. Após a desistência, trabalhou durante um ano e só depois é que se matriculou em Informática na Escola Profissional de Odemira.

 

No entanto, como nesse ano não abrira esse curso, decidiu enveredar pelas Energias Renováveis. Soraia Campos terminou o curso em 2015 com média de 18 valores.

 

“Sempre tive atenção ao crescimento das energias renováveis e do porquê de serem uma mais-valia, mas só ao longo dos três anos de curso é que fiquei com a ‘paixão’ pelas mesmas”, recorda Soraia Campos, acrescentando ainda que “apesar de o curso ter tido os seus altos e baixos, no geral, sinto que foi uma óptima opção tê-lo frequentado, independentemente de ter sido a minha segunda escolha”.

 

Após ter terminado o Curso Profissional de Nível IV, Soraia Campos queria continuar a estudar. Acabou por fazer as malas e ir até Coimbra e como “o bichinho da informática esteve sempre presente”, recorda, decidiu optar por se inscrever num curso no Instituto Superior de Engenharia de Coimbra, onde neste momento realiza o seu estágio final de curso numa empresa sediada em Coimbra.

 

O trabalho de Soraia passa, essencialmente, por construir um website para a empresa recorrendo a PHP, HTML, CSS, entre outras ferramentas informáticas. Ainda em regime part-time, contribui e apoia os diversos eventos organizados na empresa onde está a estagiar.

 

A Escola Profissional de Odemira foi, para Soraia, importante não só a nível profissional como também pessoal. “A EPO foi muito importante para mim, desde as oportunidades que me deram em participar e realizar diversas actividades, desde o apoio e confiança que me passaram ao longo de três anos e pelas amizades criadas”.

 

Sobre quem possa vir futuramente estudar na Escola Profissional de Odemira, Soraia Campos aconselha aos futuros alunos o Curso Profissional de Técnico de Energias Renováveis porque “cada vez é algo mais necessário e aos poucos vamos precisar de óptimos técnicos e engenheiros nesta área”.

 

Em relação aos estágios, a ex-aluna da EPO aconselha que os próximos alunos devem sempre ponderar os prós e contras de uma determinada entidade, mesmo sendo longe de casa, uma vez que estas experiências são sempre enriquecedoras e trarão novas experiências e perspectivas sobre o futuro.

 

“O facto de terem frequentado o ensino profissional não quer dizer que sejam menos competentes na universidade do que os alunos que frequentaram os cursos nas escolas secundárias”, reforça Soraia Campos.

 

Independentemente dos próximos alunos quererem ou não ingressar no ensino superior, os Cursos Profissionais da EPO formam bons profissionais. A ex-aluna finaliza o seu testemunho dizendo que “nunca parem de se instruir sobre as áreas que vos dão mais prazer, porque o mundo está a avançar a uma velocidade incrível e o que aprenderam ontem, amanhã já é obsoleto, por isso, nunca parem de estudar, pesquisar, ambicionar e saber mais”.

 

por Dário Loução (não usa AO)