FESTIVAIS

MEO SUDOESTE 2018

Herdade da Casa Branca recebe a 21ª Edição do Festival

2018-07-19
Um dos festivais portugueses mais icónicos está de volta de 7 a 11 de Agosto

A vigésima primeira edição do MEO Sudoeste está a chegar à Herdade da Casa Branca, na Zambujeira do Mar. As datas já estão marcadas, de 7 a 11 de Agosto, com nomes ainda por anunciar.

 

No primeiro dia de festival, a marcar presença estão o DJ Bem Ambergen, o português Francisco Cunha, considerado uma promessa no panorama da música electrónica nacional e o brasileiro MC Fioti, nome de referência do funk carioca.

 

No dia 8, o destaque vai para o colombiano J Balvin, que domina o top da música latina e que conta, nos seus singles, com a participação de nomes como Daddy Yankee, Fuego, Yandel ou Juanes. O festival aquece ainda com a artista Blaya, Deejay Télio, com o rapper Piruka, Caroletta, B3L2 e Diablo.

 

Um dos principais nomes da música pop da última década estreia-se em festival português. O norte-americano Jason Derulo animará a noite do segundo dia. Depois de estudar ópera, teatro e ballet, o artista escreveu para nomes como Lil Wayne, Pitbul e Pleasure P. Em 2009 alcançou dupla platina com o tema “Whatcha Say” (2009). Desde aí, editou mais três discos e conta com mais de seis biliões de visualizações no YouTube. Na mesma noite actuarão também artistas como Wizkid, C4 Pedro, Papillon, RichFellaz, Eva RapDiva e reservar-se-á novamente o lugar ao DJ holandês que já não é estranho nestas bandas, Hardwell, que irá incendiar o Palco MEO em mais uma edição. 

 

O jovem rapper de 17 anos, Lil Pump será uma das estrelas presentes no dia 10 de Agosto. Trata-se de um artista que acabou por encontrar na música o sítio certo para se manifestar: as rimas parecem sair facilmente como se fossem uma segunda respiração sobre os problemas típicos de um adolescente, os amores e a busca de identidade. No final de 2017, Lil Pump editou a sua primeira mixtape e conta com as participações de Smokepurpp, Chief Keed, Rick Ross, Gucci Mane, 2 Chainz, entre outros que já eram suas referências anteriormente. No mesmo dia, e voltando um ano depois a “casa”, Marshmello voltará ao recinto do Sudoeste com a sua energia contagiante. O rapper português, Bispo, Mundo Segundo & Sam The Kid, Mar, Domi e Desiigner são as outras das referências, marcadas para a penúltima noite de concertos.

 

A esperança na música pop continua e o grande cabeça de cartaz, Shawn Mendes, subirá ao palco no último dia. De raízes portuguesas, Shawn Mendes nasceu em 1998, no Canadá, e desde cedo começou a mostrar o seu talento. Influenciado por artistas como John Mayer, Ed Sheeran, Justin Timberlake ou Bruno Mars, a identidade deste artista fortifica-se com o lançamento de singles como “Treat You Better” ou “Mercy”, por exemplo, que fizeram com que o mundo se rendesse à sua voz. Em 2018 foi reconhecido pela TIME como uma das 100 Milhões de Pessoas Mais Influentes. Mundialmente, o artista canadiano já vendeu mais de 10 milhões de álbuns, 100 milhões de singles e 4 mil milhões de visualizações no YouTube.

 

A encerrar o último dia de Sudoeste, contamos também com música portuguesa, protagonizada por Diogo Piçarra, Ivo Lucas, Karetus & Friends, Paulo Sousa e uma das inesperadas revelações do hip-hop português, Yuzi. Tudo isto distribuído pelo Palco Super Bock e Palco LG by Mega Hits.

 

A corrida aos passes já começou. Este ano, os bilhetes estão divididos por fases. Até 31 de Julho, o passe para os cinco dias com campismo custa 115 euros e um bilhete diário custa, 50 euros. De 1 a 11 de Agosto, os bilhetes sobem 5 euros, ficando o passe geral a 120 euros e o diário a 55 euros.

 

Dário Loução (não usa AO)