Doce conventual típico alentejano que provavelmente terá nascido num convento

A Sericaia é um doce tipicamente alentejano. Ainda hoje está por descobrir a sua origem, mas não importa se veio da Índia, se do Brasil ou se nasceu em Elvas. Nesta cidade dois dos seus conventos, Convento das Chagas de Vila Viçosa e Convento das Clarissas de Elvas, ainda reclamam a sua receita original.

O facto é que foi a partir de Elvas que a Sericaia ganhou fama alentejana e mesmo nacional. Como cereja no topo do bolo, a Ameixa de Elvas por cima do Sericaia é muito apreciada pelos mais gulosos. A Ameixa de Elvas é uma ameixa Rainha Cláudia em calda cuja receita remonta ao Século XVI. Diz-se que foi na Pousada de Elvas a celebração desse “casamento”.

Esta sobremesa é hoje muito popular no concelho de Odemira e frequentemente servida nos seus restaurantes.


Sericaia

Ingredientes:
• 1.5L leite
• 12 ovos
• 125g farinha
• 250g açúcar
• Raspas de limão q.b.
• 1 pau de canela
• Canela em pó q.b.
• Ameixa de Elvas (opcional)

Preparação:

Num tacho, coloca-se o leite ao lume com o pau de canela e as raspas de limão até ferver. Reserva-se.
Separam-se as gemas das claras.
À parte, juntam-se às gemas o açúcar e a farinha.
Mistura-se com um pouco do leite reservado.
Junta-se o restante leite ao preparado e vai ao lume até levantar fervura. Reserva-se até arrefecer.
Batem-se as claras em castelo.
Envolvem-se as claras ao preparado frio e com uma colher de bico, vão-se colocando pequenas porções no prato de barro específico para a Sericaia.
Polvilha-se com a canela em pó e vai ao forno durante 1h a 180 °C.
Pode ser servido com uma Ameixa de Elvas (por pessoa).


A rubrica “Bom Proveito” visa dar a conhecer a utilização dos produtos típicos do concelho de Odemira na confecção dos mais diversos pratos bem como divulgar as suas receitas, elaboradas pelos alunos do curso de Restauração da Escola Profissional de Odemira. Funcionará como repositório escrito da recolha oral elaborada pelos alunos, mantendo viva a memória coletiva do concelho.
Este projecto insere-se no programa de incentivo do estado português à literacia e educação para a comunicação social.

Temas:
Sobre o Autor

A EPO - Centro Escolar e Empresarial do Sudoeste Alentejano tem como missão qualificar cidadãos e profissionais nas diversas áreas, dotando-os de conhecimentos, competências e valores, contribuindo para uma maior qualificação técnica dos recursos humanos da região.

Deixe uma resposta