Primeira edição da Feira d’Arte abre portas dia 22 de junho Uma organização da Sopa dos Artistas

A Sopa dos Artistas inaugura, no próximo sábado, dia 22 de junho, a partir das 10h00 e até às 20h00, a primeira edição da Feira d’Artes, mercado de Arte e de Artesanato, no espaço CEDIA, na Travessa do Botequim, em Odemira.

Nesta feira os visitantes terão, para além da descoberta das várias obras dos diversos expositores de Artes & Ofícios/Artesanato, a oportunidade de assistir a várias animações e atividades: concertos, espetáculos, workshops e exposições.

Haverá ainda um churrasco de salsicha, bifana e entremeada, refeições vegetarianas, crepes, doces e sumos, cerveja e vinho.

LISTA DE ARTISTAS E ARTESÃOS

Adelaide Teixeira – pintura | Alma da Nossa Gente – produtos locais | Alunos de artes plásticas dos 11º e 12º anos da Escola Secundária de Odemira – trabalhos diversos | Ana Nobre – pintura | ASSESTA – livros e literatura | Bárbara Cruz-Figueiredo – criação têxtil | CACO – artesanato | Catarina Drummond – lã feltrada e tinturaria natural | David Fernandes – latoaria | Gonçalo Condeixa – T-shirs e pintura | Heitor Figueiredo – escultura | Ian Chapman – gravura e colagens | Inga Geckeler – joalharia | Isabel Pedrosa – tecelagem | Luís Miguel Veiga – prendas do mar | Mariana Sobral – pintura | Mercedes Englebert – bijuteria em resina | Philippe Peseux – pintura | Sandra Morais – sabonetes artesanais | Sandrine Malavasi – pintura | Sibylle Ulmer – arte do vidro | Sofia do Vale – ilustração | Tabea Wimmer – joalharia

PROGRAMA

10h00 – Abertura da Feira

10h00 – Projeto Gira Mundo com danças e música, desde o Jardim dos Patos até ao palco da Feira

11h00 – Workshop de caligrafia com Marta Calado

11h30 – Cante alentejano com o Grupo Coral de Odemira

15h00 Música tradicional alentejana com Relíquias d’Outrora

17h00 – Poesia com os Bocados Brutais

18h00 – Jam session e covers com o quarteto de João Miranda, Manuel Almeida, André Pinto e Beatriz Domingos

19h00 – Atuação de música clássica com o violoncelista Pedro Campos

20h00 – Encerramento das atividades

Sobre o Autor

Em 2015, mercúrio nascia em Odemira como jornal mensal em papel; libertando-se para uma existência apenas digital, com uma presença online renovada e dinâmica, quatro anos depois, corria o mês de Outubro.

Deixe uma resposta