Eles

FOTO: Monicore

Diz-se que o mundo vai mal. Sente-se cá dentro. De tal forma que, às vezes, quando me abandono ao sentimento, tenho ganas de fugir. Ou de esquecer. Ou de mandar fazer. Ou de protestar.
Diz-se que o mundo vai mal – que tem que mudar. Só com mudança profunda é que lá vamos, só com um novo olhar. Como, não sei – imagino que se começa com um passo, segue-se com um outro, experimentando e inspirando outros a avançar, festejando, se possível. O erro é fugir, esquecer ou ficar à espera que façam. Eu não deixaria nas mãos deles…

Sobre o Autor

Em 2015, mercúrio nascia em Odemira como jornal mensal em papel; libertando-se para uma existência apenas digital, com uma presença online renovada e dinâmica, quatro anos depois, corria o mês de Outubro.

Deixe uma resposta